15:09 h. Sábado, 20 de Abril de 2019

Opiniones de
Artur Alonso

Escritor e Poeta

Velhos sempre os parques...

Tal como morre de velha, cansa, a mão instável do homem pensa ainda nas frias paredes, onde por primeira vez tateou o sabor da prevalência no tempo. E pensamos nos velhos parques, como a memória daquele para o qual o tempo passado tem um aspecto melhor à olhos de quem foi possuído por ele e por aquelas antigas musicas, aromas, cafés, que nunca mais voltaram a ter requintados encantos.

O Neofeudalismo

Os mercantilistas estão de em hora boa, o remate do capitalismo financeiro e a inauguração da nova etapa do “Despotismo ou Totalitarismo Bancário”, em que uma parte ínfima da sociedade (as elites financeiras) controla e organiza baixo seus interesses, a vida do resto dos seus congêneres; e que já sem êxito fora tentado de impor a princípios do século XX, terá repercussões muito importantes na vida

O rio

Se alguma vez a hora chegar, se no instante antes de irmos à viagem sem retorno junto a Avalon, a ilha da eterna mocidade, alguém nos perguntar quais foram os momentos em que vivemos a vida mais À vontade... Diria: o Minho, o Sil, o Douro, o Lima... Aqueles rios da nossa Terra, que enchem a alma duma saudade penetrante.

O despotismo bancário

“O medo às responsabilidades é quase maior do que o medo à morte; sucede apenas tomarmos consciência dele mais raramente”... Artur Schnitzler O Século XX tem sido um século de derrotas para a classe operária. No confronto entre capital e trabalho esta teve sempre as de perder.
Facebook